BORZEGUIM apresenta “Alto do Minho” de Miguel Filgueiras

O BORZEGUIM, plataforma artística d´Os Amadores de Balugas apresenta “Alto do Minho”, um Filme Documental sobre Identidade Espectáculo e Etnografia do Alto Minho de Miguel Filgueiras. Nesta que é a primeira iniciativa cultural, a plataforma artística será dada a conhecer também no dia 1 de Dezembro, no auditório da Junta de Freguesia de Balugães, pelas 21h30. A entrada é livre.

BORZEGUIM | Plataforma Artística´Os Amadores de Balugas – Grupo de Teatro de Balugães

O BORZEGUIM incide na preservação e difusão das tradições etnográficas, artísticas e culturais do Minho, onde a mensagem é transformada em ato de cidadania cultural.

É um encontro de memórias que não segue a linguagem etnográfica habitual, assume-se como um registo criativo do património material e imaterial, preferindo um olhar mais artístico, carregado de poesia, que retrata a identidade do Minho através da festa, do espetáculo e do teatro popular.

O BORZEGUIM é, acima de tudo, o palco onde ainda vive a festa feita nas terras, pelas gentes que ainda contam apaixonadamente as suas histórias, artes e ofícios, tradições e costumes.

01 DEZEMBRO | 21h30 | Auditório da Junta de Freguesia de Balugães
ALTO DO MINHO de Miguel Filgueiras

Alto do Minho, mais do que um documentário é uma impressão.

Parte de terras baixas para a época alta, para mostrar diversos matizes. O antes e o depois, que são os mesmos ciclos Atlânticos imutáveis da paisagem montanhosa, apesar de tudo. E o alto. Onde o profano se confunde com a fé como o passado com a actualidade.

Alto do Minho, mais do que um filme é um retrato que mexe. Como Warhol, quer espelhar em ecrã estrelas terrenas, numa montagem cadenciada e num olhar impressionista. Relances que podem ter ao fundo o épico de Gance, mas que são uma observação etnográfica pop, à superfície do sentimento latente. Congela anónimos e paisagens de romarias, geografias em planos numa montagem impressionista, de uma subjectividade a roçar o aleatório.

[apoio] Junta de Freguesia de Balugães | Museu do Traje de Viana do Castelo

Os comentários estão fechados.