EM CENA

PÃO NOSSO

A aldeia de Balugães foi terra onde já se amassou muito pão e onde se talharam muitas gamelas de pinho. O pão era o sustento, as gamelas também. Uma relação de pequenas histórias que contam mais do que o artefacto, o alimento, o labor. Uma recolha de memórias, ladainhas, cantigas e ofícios, recuperando utensílios e articulando artisticamente com a comunidade a criação do espetáculo. A partir daqui, o Teatro de Balugas aborda de uma forma teatral e poética o ciclo do pão na aldeia, reconstruindo-o a partir de princípios diferentes não tradicionais e quase oníricos.

Este espetáculo resulta da residência artística de teatro comunitário realizada no ano passado e que foi uma das premiadas pelo Programa de Apoio ao Associativismo da Fundação INATEL.

[FICHA ARTÍSTICA]
[texto original e direção artística] Cândido Sobreiro

[INTERPRETAÇÃO]
Diana Gonçalves, Cândido Sobreiro, André Sobreiro, Davide Faria, Aurélio Magalhães, Cristiano Esteves, Gilda Silva e Juliana Pereira
[cantadeiras da Ronda Típica da Ponte das Tábuas] Gracinda Sousa e Isabel Dantas

[EQUIPA TÉCNICA]
[produção] Diana Gonçalves
[sonoplastia . iluminação cénica] Rui Pereira, Ana Magalhães e Matilde Esteves
[cenografia . carpintaria] Aurélio Magalhães, David Pereira e Cristina Faria
[guarda-roupa] Diana Gonçalves, Isabel Marques e Lucinda Pereira
[cartaz e multimédia] André Sobreiro

[APOIOS]
Junta de Freguesia de Balugães
Câmara Municipal de Barcelos
Barcelos Cidade Educadora/ Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras
Barcelos Cidade Criativa
Fundação INATEL
ID3 – Design e Publicidade

Anúncios

Os comentários estão fechados.