Criações

21º criação | 2019 | RAPOSOS

A peça é um alerta sobre a propriedade da terra e os seus elementos naturais. A história fala-nos de uma barragem abandonada na construção, que não passou o tamanho das portadas da igreja da localidade, ao contrário das grandes barragens que engoliram aldeias inteiras, aqui o rio pressentindo tamanha clausura secou. Entre as árvores cortadas e a aldeia abandonada, os que ficaram, entre homens e bichos, tudo tentam para encontrar o rio novamente, algum sinal de água. Esta é uma procura efabulada sobre esconderijos, animais e homens antigos.

[vídeo]

– estreia no Festival de Teatro de Barcelos [Theatro Gil Vicente] (Prémio de Melhor Espetáculo, Melhor Cenário, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação Cénica e Melhor Guarda-Roupa) | 2019.

20º criação | 2018 | PÃO NOSSO

A aldeia de Balugães foi terra onde já se amassou muito pão e onde se talharam muitas gamelas de pinho. O pão era o sustento, as gamelas também. Uma relação de pequenas histórias que contam mais do que o artefacto, o alimento, o labor. Uma recolha de memórias, ladainhas, cantigas e ofícios, recuperando utensílios e articulando artisticamente com a comunidade a criação do espetáculo. A partir daqui, o Teatro de Balugas aborda de uma forma teatral e poética o ciclo do pão na aldeia, reconstruindo-o a partir de princípios diferentes não tradicionais e quase oníricos.

[vídeo]

– Espetáculo vencedor do CONTE – Concurso Nacional de Teatro 2020. Vencedor do Prémio Ruy de Carvalho para Melhor Espetáculo e Prémio de Melhor Cenografia | 2020.
– espetáculo selecionado para o Festival Transfronteiriço de Teatro Amador PLATTA (Plataforma Transfronteiriça de Teatro Amador) – Espanha | 2019.
– estreia no Festival de Teatro de Barcelos [Theatro Gil Vicente] (Prémio de Melhor Espetáculo, Melhor Cenário, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação Cénica e Melhor Guarda-Roupa) | 2018.
– Residência Artística “Pão Nosso” premiada pelo programa de Apoio ao Associativismo da Fundação INATEL | Gala de Reconhecimento Social (Teatro da Trindade em Lisboa) | 2017.


19º criação | 2018 | [TERREIRO] ABAIXO O AEROPORTO EM SÃO MARTINHO DE BALUGÃES
18º criação | 2018 | ABAIXO O AEROPORTO EN RIANXO
17º criação | 2017 | A BODA DOS RABUDOS
16º criação | 2016 | [TERREIRO] O AUTO DOS BONS DIABOS EM SÃO MARTINHO DE BALUGÃES
15º criação | 2015 | O AUTO DOS BONS DIABOS
14º criação | 2014 | O ACAMPAMENTO DAS ESCUTEIRAS 86 E MEIO
13º criação | 2014 | RIBELOS NO RIO NEIVA
12º criação | 2014 | A BENDA
11º criação | 2013 | BALUGANENSE NA PRIMEIRA LIGA C/ OS MILHÕES DAS ARÁBIAS
10º criação | 2013 | [TERREIRO] ABAIXO O TGB SÃO MARTINHO DE BALUGÃES – SANTIAGO DE COMPOSTELA
9º criação | 2012 | TIO ABASTADO, SOBRINHO BASTARDO
8º criação | 2012 | ÉROPORTO EM BALUGÃES?! JAMÉ
7º criação | 2011 | [teatro de rua] A TASCA DA TI’ EMÍLIA
6º criação | 2011 | ABAIXO O TGB MADRID-BALUGÃES
5º criação | 2010 | LISBOA QUER PORTAJAR BALUGÃES
4º criação | 2009 | PITRÓLEO EM BALUGÃES
3º criação | 2008 | O ÉROPORTO DE BALUGÃES
2º criação | 2008 | O CASAMENTO DO REPUBLICANO DE BALUGÃES EM 1910
1º criação | 2007 | UM MÉDICO À RASCA